Metralhadoras Pesadas

Search our Site

PT AHM FE CAVE AG A11 0877 M0001

ORGANIZAÇÃO PARA O COMBATE
Cada Grupo de Metralhadoras (duas baterias ) apoiava uma Brigada de Infantaria.
Uma bateria apoiava um subsector da frente (um Batalhão da frente) e a outra bateria apoiava outro subsector de Batalhão.
Cada Bateria (8 metralhadoras) dispunha 6 armas no subsector do Batalhão que apoiava (na frente) e as outras duas metralhadoras ficavam numa posição fortificada na linha das aldeias.
Assim, em cada sector de Brigada na defesa, o Grupo de Metralhadoras dispunha assim as suas 16 armas:
Em cada sector de Batalhão da frente:
- Quatro (4) metralhadoras na frente (na linha B das trincheiras) cruzando fogos, para constituírem duas barragens na frente do Batalhão;
- Uma (1) metralhadora em apoio, na retaguarda das 4 na frente;
- Uma (1) metralhadora em tiro antiaéreo, localizada perto da que está em apoio.
Na retaguarda, próximo da linha das aldeias e do batalhão em reserva da Brigada, ficavam duas metralhadoras.

  • Organigrama Grupo Metralhadoras
  • Organica Bateria Metralhadoras

    Localizacao Metralhadoras numa Brigada

     1º GM2º GM3º GM4º GM5º GM6º GM
    Unidades Cada Brigada contava com o apoio de um Grupo de Metralhadoras Pesadas, que operava em seu proveito no seu sector, realizando missões de tiro direto, tiro indireto e Barragens de metralhadoras. Cada Batalhão contava com metralhadoras ligeiras e cada Brigada contava com o apoio no seu sector das metralhadoras pesadas.
    Mobilização Mobilizado pelo 6º Grupo Metralhadoras (Bragança) Mobilizado pelo 7º Grupo Metralhadoras (Castelo Branco) Mobilizado pelo 2º Grupo Metralhadoras (Guarda) Mobilizado pelo 5º Grupo Metralhadoras (Coimbra) Mobilizado o Porto e em Valença Mobilizado no Porto e em Valença
    16 oficiais e 258 (sargentos e praças) Total: 274 homens 16 oficiais e 258 (sargentos e praças) Total: 274 homens 16 oficiais e 258 (sargentos e praças) Total: 274 homens 16 oficiais e 258 (sargentos e praças) Total: 274 homens 16 oficiais e 258 (sargentos e praças) Total: 274 homens 16 oficiais e 258 (sargentos e praças) Total: 274 homens
      Cada Grupo tinha duas Baterias de Metralhadoras Pesadas e cada Bateria tinha 131 homens e 44 solípedes.
    A guarnição de cada Metralhadora Vickers 7,7 cm tinha um Cabo e 6 soldados
    Armamento - 16 Metralhadoras 7,7 cm Vickers
    Duas Baterias: 8+8
    - Espingardas Lee Enfield (Inglesa)
    - 16 Metralhadoras 7,7 cm Vickers
    Duas Baterias: 8+8
    - Espingardas Lee Enfield (Inglesa)
    - 16 Metralhadoras 7,7 cm Vickers
    Duas Baterias: 8+8
    - Espingardas Lee Enfield (Inglesa)
    - 16 Metralhadoras 7,7 cm Vickers
    Duas Baterias: 8+8
    - Espingardas Lee Enfield (Inglesa)
    - 16 Metralhadoras 7,7 cm Vickers
    Duas Baterias: 8+8
    - Espingardas Lee Enfield (Inglesa)
    - 16 Metralhadoras 7,7 cm Vickers
    Duas Baterias: 8+8
    - Espingardas Lee Enfield (Inglesa)
    Observações Esta organização do CEP (Corpo Expedicionário Português) garantia um rácio de 4 metralhadoras pesadas por cada mil homens ( 4 / 1000) sendo que existiam 16 metralhadoras pesadas (um Grupo de Metralhadoras) por cada Brigada (4 Batalhões) sendo este o mesmo rácio mantido pelas forças inglesas ( BEF - British Expedicionary Force).
    O oficial de Metralhadoras de cada Batalhão, coordenava a ação das suas metralhadoras ligeiras e coordenava com o Oficial de Metralhadoras pesadas da Brigada, para planearam as posições das metralhadoras ligeiras e pesadas para complementarem as suas missões de forma conjugada. O CEP utilizou basicamente as suas metralhadoras pesas em tiro directo, flanqueando os obstáculos ( rede de arame farpado) posicionados na Linha B. As metralhadoras ligeiras também eram posicionadas para bater obstáculos na Linha B e também para defesa contra aeroplanos.

    • Met Pesada 77mm
    • PT AHM FE CAVE AG A11 1053 M0001

      logo

      Comissão Coordenadora da Evocação do Centenário da Grande Guerra

       
       
      Imagens: Arquivo Histórico Militar (fundo AHM-FE- CAVE-AG)
      Fotos de equipamentos Núcleo Museológico das OGFE e do Museu Militar.
       
      Textos: O CEP: Os Militares Sacrificados Pela Má Politica, Fronteira do Caos, 2016. A Nossa Artilharia na Grande Guerra (1914-1918), Caleidoscópio,2017.
       
      Autores: Coordenação de Pedro Marquês de Sousa. Apoio na preparação de artigos militares OGFE e Fotos: Jorge Baltazar Pinto e André Fernandes.

      Room Booking

      Thanks for staying with us! Please fill out the form below and our staff will be in contact with your shortly.