Missão e Dispositivo

Search our Site

  • 1ª Fase

    1ª Fase : 2 de Abril a 9 de Julho de 1917

    A 1ª Divisão entra em Linha com duas Brigadas.

    As unidades da 1ª Divisão portuguesa, que vinham chegando a França desde Fevereiro realizaram o seu tirocínio na 49ª Divisão inglesa e em Maio e Junho começaram a entrar em linha e a assumir a responsabilidade de defesa de sectores. A 30 de Maio a 1ª Brigada assumiu o sector de Ferme du Bois e no dia 16 de Junho foi a 2ª Brigada que assumiu o sector de Neuve Chapelle. Os 1º e 2º Grupos de Artilharia ocuparam posições no dia 3 de Junho (O 1º GBA no sector da 1ª Brigada em Ferme du Bois e o 2º GBA no sector da 2ª Brigada em Neuve Chapelle).

    Como a nossa 3ª Brigada ainda não estava pronta, a reserva do sector da 1ª Divisão era garantida pela 148ª Brigada de Infantaria britânica, enquanto a nossa 3ª Brigada frequentava o seu tirocínio na 49ª Divisão inglesa.

  • 2ª Fase

    2ª Fase: 10 de Julho a 5 de Novembro de 1917

    A 1ª Divisão defende o sector com três Brigadas.

    Integrada no XI Corpo inglês a 1ª Divisão portuguesa recebeu no dia 10 de Julho a sua 3ª Brigada com a qual garantiu a defesa de um novo sector (Fauquissart ).A 1ª Divisão assumia assim os três sectores atribuídos ao CEP :

    O sector de Fauquissart ( a Norte) com a 3ª Brigada O sector de Neuve Chapelle (ao Centro) com a 2ª Brigada O sector de Ferme du Bois (a Sul) com a 1ª Brigada

    Neste período de quase 4 meses em que a 1ª Divisão experimentou todas as dificuldades deste tipo de combate, destacam-se como principais dificuldades as faltas de pessoal ( 66 oficiais, 77 sargentos e 1505 praças) e as limitações relativamente ao apoio de fogos e metralhadoras e da artilharia.

  • 3ª Fase

    3ª Fase: 6 a 25 de Novembro de 1917

    O CEP como Corpo de Exército mas apenas com a 1ª Divisão.

    Na sequência da visita do Presidente da República Portuguesa a França, juntamente com os seus ministros da Guerra, das Finanças e dos Estrangeiros, foi concluído o processo negocial que permitia elevar o nível da participação portuguesa com um Corpo de Exército a duas Divisões.

    Apesar das unidades da 2ª Divisão não estarem ainda prontas e algumas até já terem sido chamadas a reforçar a 1ª Divisão desfalcada, como aconteceu com a 4ª Brigada em Setembro e com o 4º GBA que desde Julho tinha dado baterias para reforçar a artilharia da 1ª Divisão, o CEP assumia no dia 6 de Novembro o sector como um Corpo de Exército, ficando agora na dependência do I Exército britânico, deixando o XI Corpo de Exército britânico como estava do antecedente.

    Neste período entre 6 e 25 de Novembro de 1917, o dispositivo no sector português foi o seguinte :

    O sector de Fauquissart ( a Norte) com a 3ª Brigada até 21 de Novembro. Em 22 de Novembro a 6ª Brigada da 2ª Divisão substituiu a 3ª Brigada neste sector


    O sector de Neuve Chapelle (ao Centro) com a 2ª Brigada

    O sector de Ferme du Bois (a Sul) com a 4ª Brigada

    Em reserva estava a 1ª Brigada.

  • 4ª Fase(Nov/Dez17)

    4ª Fase: 26 Novembro a 20 Dezembro 1917

    O CEP com duas Divisões em linha.

    Em 26 de Novembro a 2ª Divisão apesar de muito incompleta assumia o sector de Fauquissart onde a 6ª Brigada substituía a 3ª Brigada, mas logo no dia 11 de Dezembro o comando britânico atribuiu ao CEP um novo sector a norte (sector de Fleurbaix). Assim com a 5ª e 6ª Brigadas em 1º escalão a 2ª Divisão assumia os sectores de Fleurbaix e de Fauquissart e a 1ª Divisão continuava a garantir a defesa do sector de Neuve Chapelle (com a 2ª Brigada) e do sector do Ferme du Bois (com a 4ª Brigada).

    Este dispositivo esteve montado apenas durante 10 dias, pois o comando inglês em 20 de Dezembro verificou que o estado desfalcado da 1ª Divisão e com a 2ª Divisão incompleta, não permitia assegurar a defesa eficaz deste sector. Foi dada ordem para a 38ª Divisão inglesa regressar ao sector de Fleurbaix e o sector do CEP foi reformulado.

  • 4ª Fase(Jan/Mar18)

    4ª Fase: 20 Dezembro 1917 a 27 Março 1918

    Após 21 de Dezembro de 1917 o sector do CEP ficava assim organizado:

    Artilharia em apoio Batalhões no sector das Brigadas Sectores
    2ºGBA
    3ºGBA
    6ºGBA
    BI 1
    BI 2
    BI 5
    BI 11
    Fauquissarte
    (6ª Brigada)

    Divisão
    BI 4
    BI 10
    BI 13
    BI 17
    Chapigny
    (5ª Brigada)
    1ºGBA
    4ºGBA
    5ºGBA
    BI 7
    BI 23
    BI 24
    BI 35
    Neuve Chapelle
    (2ª Brigada)

    Divisão
    BI 3
    BI 8
    BI 20
    BI 29
    Ferme du Bois
    (4ª Brigada)
  • 4ª Fase(27Mar-6Abr18)

    4ª Fase: Fim de Março a 6 de Abril de 1918

    No final de Março 1918 o dispositivo foi novamente ajustado, ficando o sector de Ferme du Bois mais reduzido para o CEP, pois cerca de metade deste sector (parte sul) passou a ser ocupado por forças da 55ª Divisão Inglesa após 27 de Março.

    Assim a 1ª Divisão que tinha mais tempo de permanência nas trincheiras ficava apenas com a 1ª Brigada na frente, garantindo a defesa do sector de Ferme de Bois (agora mais reduzido) ficando a sua 2ª Brigada como reserva divisionária.

    A Norte a 2ª Divisão garantia com três Brigadas em 1º escalão os sectores de Neuve Chapelle (3ª Brigada), Chapigny (6ª Brigada) e Fauquissart (4ª Brigada), enquanto a 5ª Brigada ficava como reserva divisionária.


    Artilharia
    em apoio
    Reserva Batalhões no sector
    das Brigadas
    Sector
    2º GBA
    3º GBA
    6º GBA
    5ª Brigada
    Bl4
    Bl10
    Bl13
    Bl17
    Bl3
    Bl8
    Bl20
    Bl29
    Fauquissart
    (4ª Brigada)
    2ª Divisão
    Bl1
    Bl2
    Bl5
    Bl11
    Chapigny
    (6ª Brigada)
    Bl9
    Bl2
    Bl4
    Bl15
    Chapigny
    (6ª Brigada)
    4º GBA
    5º GBA
    2ª Brigada
    Bl7
    Bl23
    Bl24
    Bl35
    Bl3
    Bl8
    Bl20
    Bl29
    Ferme du Bois
    (4ª Brigada)
    21 Divisão
  • 5ª Fase

    5ª Fase: de 6 a 9 de Abril de 1918: O CEP apenas com a 2ª Divisão.

    Artilharia em Apoio Reserva Batalhões no sector da Brigada Sectores
    6º GBA
    Brigada
    Bl 9
    Bl 12
    Bl14
    Bl15
    Bl3
    Bl8
    Bl20
    Bl29
    Fauquissart
    (4ª Brigada)
    1º GBA
    2º GBA
    Bl 1
    Bl 2
    Bl 5
    Bl 11
    Neuve Chapelle
    (6ª Brigada)
    5º GBA Reforçado com a 4º Bateria (obuses 11,4cm) do 4ºGBA Bl 4
    Bl 10
    Bl 13
    Bl 17
    Ferme du Bois
    (5ª Brigada)

    A Batalha do Lys a 9 de Abril de 1918

  • 6ª Fase

    6ª Fase: 10 de abril a julho de 1918

    Após as elevadas baixas registadas na batalha do Lys ( 9 de Abril 1918) o CEP deixa de ser uma força combatente. As unidades portuguesas foram reorganizadas e algumas são atribuídas a unidades britânicas e empenhadas em trabalhos na retaguarda.

  • 7ª Fase

    7ª Fase de Agosto a Novembro 1918

    Reorganização do CEP com o novo comandante, o General Garcia Rosado.

    Nesta fase o CEP tinha apenas 34.695 militares (30 de agosto 1918) mas algumas unidades portuguesas foram integradas nas forças britânicas e participaram na ofensiva final dos aliados de 14 outubro a 11 de novembro 1918.

logo

Comissão Coordenadora da Evocação do Centenário da Grande Guerra

 
 
Imagens: Arquivo Histórico Militar (fundo AHM-FE- CAVE-AG)
Fotos de equipamentos Núcleo Museológico das OGFE e do Museu Militar.
 
Textos: O CEP: Os Militares Sacrificados Pela Má Politica, Fronteira do Caos, 2016. A Nossa Artilharia na Grande Guerra (1914-1918), Caleidoscópio,2017.
 
Autores: Coordenação de Pedro Marquês de Sousa. Apoio na preparação de artigos militares OGFE e Fotos: Jorge Baltazar Pinto e André Fernandes.

Room Booking

Thanks for staying with us! Please fill out the form below and our staff will be in contact with your shortly.